Humana eternidade

Que seja eterno enquanto dure

Que seja bela, a vista da tua janela
O jardim de onde decidir chamar de casa
Que seja leve, cada passo dado
Cada caminho percorrido
Cada poesia por ti entoada

Porque a estrada nem sempre é
A vida que te cerca também não é

Então espero que seja leve
Tua alma, teu interior
Que teus sonhos proporcionem tudo aquilo
Que esse mundo não pode te dar

Que a chama ardendo em ti
Aquela que vem do peito
A que queima tuas entranhas
Que o céu de estrelas nos seus olhos
Que nada disso se apague
Não aqui
Não nesse mundo

Que a tua luz continue pulsante
Até o último dos seus dias
E teu anima, sempre alerta
Enquanto tempo para ti restar

Espero que quando vierem tempestades
A força das águas não seja maior
Do que a sua vontade de nadar
Sua certeza de querer ficar

Que o amargor de certos dias
Não te faça esquecer do porquê lutar

ballerina

shattered glass
battle scars

you’re not
bulletproof
i am not
bulletproof

dark circles
black eyes
dry mouth
wet eyes

cold fingers
icy blood
white lies
black mold

we drive
in this road
way too many
bumps and holes

i can feel each
the ups and downs
every movement
and my heart pounds

it’s the music
the drum beat
that rule my chest
drive my blood
dictate my dance

and i keep
spinning
rotating
around burning stars
getting constellations
new ones
drawn on my arms

Fly

They’re right behind us

Always chasing, always hunting

“I’m getting tired”, you said

So let’s hide between the stars

Climbing through the clouds

We’ll go so high up in the skies

That they won’t ever find us

No one will ever hurt you

I will throw away my fear of heights

And you, the need of pretending

Everyday

That things are alright

We’ll hide in such a safe place

That they won’t be able to cause us any harm

And everyday will be spent

Contemplating the sky

Now we’re in such a good place

That suddenly what’s past is past

Our tears are already dry

And scars are just scars

The celestial bodies light our path

Just like on ancient times

Sun and stars

Side by side

Slowly fading

Pieces of the past

Bad and good ones

Will start to disappear

We’ll cheer and we’ll feast

Glasses of poison

Castles of sand

It’s written:

Reality is an illusion

So I say

Let it be

I’ll make this reality

The most beautiful dream

This land has ever seen

Playing pretend

Once upon a time

We’ve got to escape drowning

In order to fly

abraço

abrac3a7o.jpg

quando você se sentir sozinho, feche os olhos
deixa que o mundo te envolva e que o vazio se aproxime
estenda a mão, toque-o na região entre os olhos e sobre o nariz
a solidão não precisa ter uma aparência amedrontadora
talvez sua face seja gentil como a de um amigo de infância
com olhos que transbordam a inocência do primeiro amor
as flores da infância, aquelas que você deixou para trás no início da juventude
elas definharam por falta de cuidado
enquanto isso você corria, tinha pressa
tentava acelerar com as próprias mãos a rotação da Terra
para conhecer o ser adulto
para finalmente saber “o que ia ser quando crescer”
até que o tão esperado dia chega
crescer acabou por ser o sonho tornado em realidade
mas a realidade tem cantos escuros, sombras espreitando em cada esquina
ruas esburacadas e olhos por toda parte
com as asas da liberdade vem o risco de cair
mas você garantiu: estava pronto para tentar
queria pagar o preço, julgava ser forte o suficiente
ninguém sabe o que é dor até o momento da queda
a sensação de que as paredes se fecham à sua volta
e de que o mundo resolveu descarregar o próprio peso em você
quero saber de uma coisa: você já cansou da luta?
porque li em algum lugar que às vezes melhor do que se debater, é parar
ficar quieto e pensar com calma apesar da vontade de fugir
se você ainda tem alguma força, aceita os braços que timidamente te convidam
acolhe o silêncio e recebe o que ele tem pra te ensinar
porque junto com a solidão, o vazio e a ausência
ele pode te fazer mais completo
ai de você pequena criatura, por que insiste em espernear?
aceita os ensinamentos que eles te propõe
e a biblioteca de autoconhecimento que têm para dar
quem sabe no meio de um dos capítulos
você não encontra um pequeno embrulho?
e quem sabe dentro dele você não acha sementes
de flores conhecidas e outras diferentes
que vão te ajudar a plantar um novo jardim
perfumar os novos ares, colorir a nova rota 
e te mostrar que a aventura de se viver não chegou ao fim