passagem

ela que vê glória em trem lotado
cor em dia cinza
estende os braços
abraça o mundo
e quando perguntam
como sorri em meio ao feio e o sujo
só diz saber ser breve
sua estadia na plataforma
que acha bonito
como a onda quebra
as folhas caem
acaba o dia
que não entende
quem coloca na mesma frase
viver e agonia
“não brinco nos trilhos
porque o trem pode demorar
mas sempre chega
e quando vier me buscar
como é que fica?”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s